10 Critérios para avaliar uma cidade verde | ArchDaily Brasil

10 Critérios para avaliar uma cidade verde | ArchDaily Brasil

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 1 de 8Foto: Jeff Kingma, via Unsplash

Compartilhar Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter
  • Mail
  • Pinterest
  • Whatsapp

Ouhttps://www.archdaily.com.br/br/998687/10-criterios-para-avaliar-uma-cidade-verde Prancheta “COPY” copiar

Um levantamento da ONU, revelou que em 2018 cerca de 55% da população mundial vivia em cidades. Este número deve crescer e chegar a 60% até 2030. Se os centros urbanos vão ser a casa de tanta gente, é importante avaliar estes espaços e garantir a qualidade de vida das pessoas – um desafio quando consideramos a concentração de habitantes e o impacto que tanta gente causa.

Mas viver em uma cidade não precisa ser sinônimo de estar longe da natureza, cercado de cinza e concreto. As cidades verdes são um exemplo disso. Ao mesmo tempo que a vida em centros urbanos traz uma série de desafios, também existe a oportunidade de encontrar soluções que transformem estes espaços, promovendo mudanças importantes e necessárias na sociedade.

10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 2 de 810 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 3 de 810 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 4 de 810 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 5 de 810 Critérios para avaliar uma cidade verde   Mais Imagens+ 3

imagem23-04-2023-04-04-16

As cidades podem instituir iniciativas como tornar as ruas mais amigáveis ​​para pedestres e ciclistas; manter e melhorar parques e outros espaços verdes; e expandir os programas de reciclagem e compostagem. A população local pode apoiar esses esforços fazendo sua parte para viver de forma sustentável, preservando os recursos naturais e a saúde física e mental.

Para ajudar a definir se uma cidade segue estes princípios e pode ser definida considerada uma cidade verde de verdade, o site especializado em Sustentabilidade Tree Hugger listou 10 critérios importantes.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 5 de 8Parque Barigui, importante área verde de Curitiba, no Paraná. Foto: Pixabay

1. Áreas verdes

Segundo o famoso arquiteto Frederic Law Olmsted “os parques são os pulmões da cidade”. E ele tem razão. Espaços verdes públicos melhoram a qualidade de vida das pessoas em vários sentidos.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 6 de 8São Paulo. Foto: iStock

Do Central Park, de Nova York, ao Giardino della Guastella, de 500 anos, em Milão, passando pelo Stadtpark, de Viena, e pelo Ibirapuera, em São Paulo, os parques fornecem um local para os moradores da cidade respirarem fundo, relaxarem e se conectarem com a natureza. Além disso, as áreas verdes tem um papel importante para amenizar as ilhas de calor e ajudar a controlar enchentes.

2. Transporte público eficiente

Soluções de trânsito que permitem que as pessoas se desloquem rápida e facilmente sem um carro são um elemento-chave para uma cidade verde. Os sistemas de trânsito mais sustentáveis ​​utilizam tecnologias limpas e reduzem as emissões de CO2.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 4 de 8Curitiba está entre as cidades mais verdes do mundo. Seu sistema de transporte foi um dos critérios. Foto: Divulgação | Prefeitura

Algumas cidades têm sistemas de metrô elegantes e brilhantes, enquanto outras oferecem faixas exclusivas para ônibus. Não existe uma regra, mas para ser um sistema de transporte público eficiente, é fundamental atender as necessidades da população com serviço confiável e rotas convenientes.

3. Espaço público para a população

Em meio a todos os prédios, ruas e avenidas, uma boa cidade verde oferece aos seus moradores lugares que são construídos ou reformados em escala humana, espaços por onde as pessoas podem transitar com segurança e fortalecer laços sociais, sem ter que pagar por isso.

Como exemplo podemos citar áreas que antes eram ocupadas por carros e se tornaram espaços de convivência, como parques lineares construídos em viadutos, ou prédios que foram transformados em centros culturais. Quando as pessoas querem se reunir e se diverti, elas precisam ter acesso a lugares que as recebam bem, de forma gratuita.

4. Ciclovias

Em teoria, as cidades são espaços ideias para quem quer se locomover de bicicleta. As distâncias não são imensas e vias asfaltadas são ótimas para pedalar. Mas, a realidade é outra: tráfego intenso, motoristas que não respeitam ciclistas, ruas e avenidas que priorizam carros e outros fatores tornam o transporte na bike muitas vezes desagradável e até perigoso.

As cidades verdes, por sua vez, são amigáveis aos que escolheram a bicicleta como meio de transporte. Indícios desta escolha são ciclovias, bicicletários, estações de carregamento para bikes elétricas, oferta de compartilhamento de bicicletas e permissão para que ciclistas levem suas bicicletas em ônibus e trens para viagens mais longas.

5. Construções ecológicas

As grandes construções estão presentes nas cidades e muitas vezes são símbolos de riqueza e status. Mas estas construções, em cidades verdes, também podem ser vitrines de soluções para uma vida mais sustentável. Muitos empreendimentos incorporam esta premissa e mostram como é possível combinar a vida urbana com ecologia. Tetos verdes, reaproveitamento de água, jardins verticais e arquitetura sustentável são alguns exemplos presentes em edifícios do mundo inteiro.

6. Reciclagem e compostagem

Cuidar do próprio “lixo” é uma responsabilidade individual, mas é também um exemplo de como políticas públicas podem influenciar os hábitos de milhões de pessoas. Uma cidade verde oferece coleta seletiva, pontos de descarte, lixeiras bem localizadas e informações sobre a importância da gestão dos resíduos.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 7 de 8Foto: YAM

Além da destinação correta de materiais e produtos recicláveis é preciso um cuidado especial com os resíduos orgânicos, que representam cerca de metade dos resíduos urbanos. E, para este material, programas de compostagem e o incentivo à compostagem doméstica são o destino mais sustentável – um belo exemplo de como aproveitar a tecnologia “natural” a nosso favor.

7. Ocupação inteligente

Bairros totalmente residenciais ou totalmente comerciais acabam gerando alguns problemas. Assim como em um ambiente natural equilibrado a biodiversidade é importante, mesclar diferentes usos e serviços em uma mesma área urbana, elimina a necessidade de grandes deslocamentos e garante acesso rápido ao que precisamos para uma boa qualidade de vida: escola, áreas verdes, trabalho, moradia… Tudo isso sem precisar gastar muito tempo indo de um lado para outro.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 2 de 8Barcelona vai priorizar ciclistas e pedestres nas ruas da região central. Imagem: Prefeitura de Barcelona

Quando estes espaços mistos ainda não existem, é possível repensar e transformar áreas urbanas, criando um ambiente diverso e acessível aos seus moradores.

8. Liderança Verde

Líderes políticos e aqueles que trabalham na administração pública precisam entender e promover o conceito de uma cidade verde, priorizando em suas decisões a energia limpa, a mobilidade urbana sustentável, a manutenção de áreas verdes e a qualidade de vida da população.

Mais do que tomadores de decisão, estas pessoas são porta-vozes da cidade e devem estar verdadeiramente envolvidos na promoção de um estilo de vida mais sustentável – seja pela aprovação de programas de governo, seja pelo exemplo no dia a dia.

9. Energia verde

O uso de energia limpa e o cuidado com a eficiência energética são dois caminhos para uma cidade ajudar a construir um futuro melhor para seus habitantes e para o planeta. Além de reduzir seu impacto ambiental e contribuir para o combate às mudanças climáticas, uma matriz energética sustentável ajuda a cidade e os cidadãos a pouparem dinheiro.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 8 de 8Foto: Facebook | Instituto Favela da Paz

10. Diversão

Uma cidade verde não é feita apenas de políticas, certificados e eficiência. A diversão é fundamental para que as pessoas tenham qualidade de vida. É importante celebrar o estilo de vida ecológico com eventos e espaços que reforcem os benefícios que estas escolhas trazem para quem vive na cidade. Feiras de alimentos orgânicos, bares e restaurantes, música e cultura em espaços públicos, momentos de reconexão com a natureza, atividades ao ar livre, práticas esportivas e ações comunitárias são alguns exemplos de como unir sorrisos e sustentabilidade.

Guardar no Meu ArchDaily10 Critérios para avaliar uma cidade verde   Imagem 3 de 8Foto: Divulgação | Virada Zen

Via CicloVivo.

Arquitetura