10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito | ArchDaily Brasil

10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito | ArchDaily Brasil

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 1 de 11Muttart Conservatory / Edmonton, Canada. Imagem cortesia de winterE229 / Wikicommons

Compartilhar Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter
  • Mail
  • Pinterest
  • Whatsapp

Ouhttps://www.archdaily.com.br/br/982600/10-edificios-contemporaneos-inspirados-pela-tipologia-das-piramides-do-egito Prancheta “COPY” copiar

Uma das maravilhas do mundo antigo, as Pirâmides do Egito são ricas em história e mistério. Usando seus inigualáveis recursos para criar estruturas em uma escala sem precedentes, os antigos usaram a forma de pirâmide para construir ícones estruturalmente resistentes e visualmente poderosos, que sobrevivem à ação do tempo. Apresentando uma nova definição em termos de monumentalidade, essas maravilhas arquitetônicas são atemporais e continuam influenciando projetos hoje.

Embora suas origens sejam históricas por natureza, essa icônica estrutura está ressurgindo em muitos projetos arquitetônicos pelo mundo. Arquitetura de pirâmide moderna, para diferentes funções e usos. Em edifícios sustentáveis, museus, shoppings e estruturas residenciais, a tipologia piramidal é visualmente cativante e pode ser construída em uma variedade de materiais e ambientes.

10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 2 de 1110 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 3 de 1110 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 4 de 1110 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 5 de 11imagem19-06-2022-18-06-54+ 11

Rock n’ Roll Hall of Fame / I.M. Pei

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 5 de 11Rock n’ Roll Hall of Fame / Cleveland, US. Imagem cortesia de / Wikicommons CC BY-SA 4.0

O Rock n’ Roll Hall of Fame (1995) em Cleveland, nos EUA, foi projetado pelo arquiteto I.M Pei e estruturalmente projetado pelo escritório Leslie E. Associates. Documentando a história do rock e notáveis artistas, produtores e engenheiros, foi projetado seguindo sua própria aplicação bem-sucedida da arquitetura de pirâmide no Louvre. A entrada desta grande instituição cultural busca atrair visualmente, impactar e permanecer notável, incorporando a energia do próprio rock n’ roll.

Era minha intenção ecoar a energia do rock n’ roll. Eu usei conscientemente um vocabulário arquitetônico que é ousado e novo, e espero que o edifício se torne um marco teatral para a cidade de Cleveland e para os fãs de rock n’ roll em todo o mundo – I.M. Pei

A forma geométrica arrojada em aço e vidro brilhante lembra as pirâmides do Egito, altas e monumentais. Sua fachada é composta por duas formas triangulares ancoradas ao topo da torre e paredes de vidro sustentadas por um sistema de grade metálica.

The Louvre / I.M Pei

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 2 de 11Louvre / Paris, France. Imagem cortesia de hteink.min / Wikicommons CC BY-SA 3.0

Talvez uma das pirâmides contemporâneas mais notórias e surpreendentes, produzida pelo arquiteto I.M.Pei e seu escritório Pei Cobb Freed & Partners, seja a pirâmide do Louvre (1989) em Paris, na França. Depois de lançar uma campanha para a reforma de instituições culturais em toda a França, o presidente François Mitterrand encarregou Pei de reorganizar o pátio principal do museu do Louvre em 1983. Considerada uma rival arquitetônica do ícone de Paris, a Torre Eiffel, é uma das maravilhas estruturais e culturais mais conhecidas da França, atraindo milhões de visitantes todos os anos.

A forma de vidro e aço inoxidável inspirada na Pirâmide de Gizé foi projetada com a intenção de criar um toque contemporâneo em seus arredores, atuando como um ponto central. Mais do que desviar a atenção do tecido histórico, procura complementá-lo, mantendo-se transparente para garantir que a beleza da arquitetura clássica permaneça visível e intacta. A ideia de Pei era ter total transparência na pirâmide, o que se mostrou difícil devido à leve tonalidade verde que o vidro tende a ter. Para criar este vidro cristalino foram necessários meses de extensa pesquisa e planejamento, resultando na criação de um novo vidro laminado.

Muttart Conservatory / Peter Hemingway

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 7 de 11Muttart Conservatory / Edmonton, Canada. Imagem cortesia de winterE229 / Wikicommons

Situado no vale do rio de Edmonton, o conservatório Muttart (1976) projetado por Peter Hemingway, no Canadá, abriga inúmeros tesouros botânicos, uma abundância de espécies de plantas internacionais. Como marco emblemático de Edmonton, é composto por quatro pirâmides de vidro distintas. Enquanto três das pirâmides oferecem os climas temperado, tropical e árido, com biomas de flora de todo o mundo, a quarta pirâmide apresenta exibições sazonais.

Desenhadas simetricamente, ligadas por um pátio central, as pirâmides são projetadas de acordo com os requisitos de luz e a capacidade global de crescimento dos exemplares que nelas residem. As duas pirâmides maiores têm aproximadamente 650 metros quadrados de área, e os dois modelos menores têm aproximadamente 408 metros quadrados. Sua notável estrutura atrai muita atenção popular, e sua presença distinta emerge da paisagem urbana.

The Luxor Hotel & Casino / Veldon Simpson

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 9 de 11The Luxor Hotel and Casino / Las Vegas, US. Imagem cortesia de Miguel Hermoso Cuesta / Wikicommons CC BY-SA 3.0

A pirâmide do Luxor Las Vegas (1993) é um complexo de cassinos e hotéis localizado na Las Vegas Strip. Um excelente exemplo da arquitetura pós-modernista dos anos 90, esta espetacular criação tem sua própria réplica da Grande Esfinge de Gizé. Batizada com o nome da cidade de Luxor (Antiga Tebas), sua influência egípcia está profundamente enraizada e muito proeminente em seu design.

Com o maior átrio do mundo, com 30 andares e quase 11.150 metros quadrados de área útil e o Luxor Sky Beam (o feixe de luz mais forte do mundo), é uma atração instantânea para visitantes de todo o mundo. Visível a centenas de quilômetros de distância, o intenso feixe de luz é projetado para o céu, um monumento construído em concreto armado e aço. Em termos de influência das pirâmides originais, sua escala é imensa. É uma das pirâmides mais altas do mundo, superando todas as pirâmides antigas, exceto duas.

Nima Sand Museum / Shin Takamatsu

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 8 de 11Nima Sand Museum / Oda, Japan. Imagem cortesia de ITA-ATU / Wikicommons CC BY-SA 4.0

O Nima Sand Museum (1991), construído em cima dos conceitos de areia, tempo e meio ambiente, foi projetado pelo arquiteto Shin Makamatsu em Oda, no Japão. Com seis pirâmides de tamanhos variados, o complexo acomoda a maior ampulheta do mundo, conforme registro do Guinness World Records em 2015. Localizada no centro da maior pirâmide, mede a duração de um ano inteiro.

Uma praia próxima, Kthahama, é famosa por ter “areia que canta”. Com isso em mente, o prefeito local decidiu que isso era motivo suficiente para abrir um museu único dedicado à areia. Com sua temática de areia, não é surpresa que a própria arquitetura seja fortemente inspirada na das pirâmides de Gizé; um santuário envolto em areia…

Slovak Radio Building / Štefan Svetko, Štefan Ďurkovič & Barnabáš Kissling

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 3 de 11Slovak Radio Building / Bratislava, Slovakia. Imagem cortesia de Thomas Ledl / Wikicommons CC BY-SA 4.0

O Slovak Radio Building (1983) é um dos marcos arquitetônicos de Bratislava, construído durante um período em que o realismo socialista era o estilo arquitetônico oficial na Tchecoslováquia. Evitando conscientemente os edifícios altos e em forma de bloco predominantes da época, os arquitetos procuraram criar um projeto de pirâmide invertida, desafiando o equilíbrio tradicional da tipologia da pirâmide.

Com 80 metros de altura e uma sala de concertos de 522 lugares, é um dos primeiros edifícios importantes na Eslováquia a utilizar uma estrutura de aço em vez de concreto pré-fabricado. Houveram alguns problemas com a construção inicial do edifício. No entanto, continua a ser um monumento do património cultural, apesar de receber opiniões públicas divididas em termos de aparência e estética.

Sunway Pyramid Shopping Mall / AJM (Akitek Jururancang Malaysia)

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 4 de 11Sunway Pyramid Shopping Mall / Kuala Lumpur, Malaysia. Imagem cortesia de cmglee / Wikicommons CC BY-SA 3.0

O Sunway Pyramid Shopping Mall (1997), na Malásia, é o primeiro shopping temático e de entretenimento do país. Projetado visualizando o estilo egípcio antigo, o complexo apresenta um leão gigante e várias estátuas de faraós em suas proximidades, uma experiência de compras elaborada, impressionante e única para visitantes de todo o mundo.

Com recursos decorativos pseudo-hieróglifos, sua área bruta totaliza 420.000 metros quadrados, o que o torna um dos maiores shopping centers da Malásia. O complexo oferece várias lojas de varejo, uma pista de patinação no gelo, pista de boliche, cinema e um centro de convenções.

The Memphis Pyramid / Rosser Fabrap International

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 6 de 11The Memphis Pyramid / Memphis, US. Imagem cortesia de Nicholas Henderson / Wikicommons CC BY-SA 2.0

A Memphis Pyramid (1991) no Tennessee é uma arena de 20.142 lugares. Foi batizada assim tanto pela sua localização quanto pela antiga cidade egípcia de Memphis, devido aos paralelos de design entre as pirâmides clássicas e o modelo contemporâneo visto aqui. Revestida com painéis de aço inoxidável, dizem que há uma caixa de metal soldada no topo contendo uma caveira de cristal, o que estimula muita discussão e interesse local.

Com 98 metros de altura, a pirâmide brilhante em aço e concreto originalmente abrigava jogos de basquete. Depois de oito anos abandonada, a Memphis Pyramid foi reaberta em 2015 como uma mega loja esportiva da rede Bass Pro Shops. Junto com lojas de varejo, a estrutura agora conta com um hotel, restaurantes, uma pista de boliche e um campo para prática de arco-e-flecha.

VIA 57 West / Bjarke Ingels Group

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 10 de 11Via 57 West / New York, US. Imagem cortesia de Rasvan Dinu / Wikicommons CC BY-SA 4.0

Via 57 West (2016) é um edifício residencial no centro de Manhattan, Nova York. Projetada pelo escritório de arquitetura dinamarquês Bjarke Ingels Group, a estrutura lembra uma pirâmide distorcida, apresentando uma fachada bastante inclinada. Com uma área útil de aproximadamente 80.000 metros quadrados, o local oferece instalações residenciais e comerciais, vistas encantadoras e pouco ruído de tráfego.

Com varandas enviesadas, empregadas em um ângulo de 45 graus, a estrutura é integrada a uma praça verde que liga o quarteirão à orla e ao Hudson River Park. Recebendo o Emporis Best Skyscraper Award em 2016, o local continua sendo uma peça arquitetônica popular, descrita como uma amálgama de um arranha-céu tradicional de Manhattan e um bloco de perímetro europeu.

Palace of Peace & Reconciliation / Norman Foster

Guardar no Meu ArchDaily10 Edifícios contemporâneos inspirados pela tipologia das Pirâmides do Egito   Imagem 11 de 11Palácio da Paz e Reconciliação / Astana, Kazakhstan. Imagem cortesia de Сергей Марцынюк / Wikicommons CC BY-SA 3.0

O Palácio da Paz e Reconciliação (2006), também conhecido como “Pirâmide da Paz e do Acordo”, é uma estrutura de pirâmide de 77 metros localizada em Astana, no Cazaquistão. Especialmente projetado e construído para receber os líderes do Congresso de todo o mundo, oferece inúmeras acomodações para pessoas das mais variadas crenças, incluindo: cristianismo, islamismo, budismo, judaísmo etc. Como símbolo global de compreensão religiosa e igualdade humana, a pirâmide conta com um museu nacional de cultura, uma casa de ópera de 1.500 lugares, biblioteca, centro de pesquisa e uma universidade.

Composta por cinco pisos de triângulos de 12m, as divisórias inferiores são revestidas de granito claro. As filas superiores formam um ápice envidraçado, com vitrais decorados com pombas, um símbolo universalmente reconhecido de paz, liberdade e amor. Construído com um esqueleto de estrutura de aço e fundações de concreto, os engenheiros tiveram que garantir que o edifício fosse capaz de suportar expansão e contração extremas, de 30cm, devido a variações significativas de temperatura.

Arquitetura