Grandes Obras

Mais de 900 mil imóveis atendidos pela Corsan estão sem água

Mais de 900 mil imóveis atendidos pela Corsan estão sem água



Pelo menos 64 municípios atendidos pela Corsan no Rio Grande do Sul estão sem abastecimento de água. A interrupção no fornecimento de água alcança 906 mil imóveis. Às 15h30min deste sábado (4), a companhia informou em nota de atualização que, junto com a área metropolitana, as regiões Central, Nordeste e Sinos são as mais impactadas. No Planalto e Missões, 11 municípios somam 16 mil famílias afetadas.

A Corsan mantém alerta de situação crítica de abastecimento nos municípios da região Metropolitana. Na madrugada de sábado (4), Estações de Tratamento de Água (ETAs) e Esgoto (ETEs) foram atingidas pelas cheias e foram paralisadas. A única ETA em funcionamento na região era a de Gravataí. A companhia informa que até que o nível das águas baixe, não há previsão de retomada dos serviços.

Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Guaíba e Sapucaia e Viamão estão 100% desabastecidas. Somente Gravataí tem 55% com fornecimento de água no polo metropolitano, o que significa que 557 mil imóveis foram afetados com a interrupção do serviço na região. A Corsan recomenda o uso prioritário da água para serviços básicos, já que haverá racionamento.

Equipes trabalham em força-tarefa ininterrupta para tomar soluções emergenciais imediatas. O Grupo Aegea está trazendo técnicos em eletromecânica de outras unidades do País para auxiliar no reparo dos equipamentos danificados pelas cheias.

Pelo menos 55 caminhões-pipa foram mobilizados e 47 geradores instalados para suprir a falta de energia elétrica nos sistemas operacionais em cidades onde foi possível, por acesso rodoviário para entregar os equipamentos. A Companhia também mobilizou três helicópteros e um avião para auxiliar no envio de equipamentos e técnicos para as regiões afetadas, quando as condições climáticas permitem.

Mesmo com a leve baixa da água das barragens da região, a Corsan segue com a orientação e recomendação à população de que evitem as áreas do entorno, que ainda são de risco e, por precaução, estão isoladas. Os institutos de Meteorologia ainda preveem chuva para maioria das regiões do Estado neste final de semana, podendo ser mais fortes na Noroeste, Norte, Serra gaúcha; Missões, Centro, Vales, Metropolitana e litoral norte.

A empresa reitera que mantém monitoramento intensivo e alerta nas 35 maiores barragens da Companhia. O sistema está sendo atualizado ininterruptamente, com fotografias e vídeos realizados por drones. O objetivo é tomar medidas preventivas caso seja constatado qualquer dano às infraestruturas de abastecimento.

A Companhia concluiu, no fim da tarde desta sexta-feira (3), a remoção de 359 famílias que viviam em áreas de risco das barragens sob alerta, nas regiões de Santa Maria e Bento Gonçalves. Em parceria com o Exército, a Defesa Civil e governos locais e estadual, a Corsan retirou e realocou essas pessoas em abrigos seguros e hotéis da região.

 



Fonte: Jornal do Comércio

administrator

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *