Grandes Obras

Ministro de Minas e Energia entrega carta ao Papa Francisco nesta sexta; leia a íntegra – Política – CartaCapital

Ministro de Minas e Energia entrega carta ao Papa Francisco nesta sexta; leia a íntegra – Política – CartaCapital



O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, entregou, nesta sexta-feira 3, uma carta do governo brasileiro ao Papa Francisco, no Vaticano. Eles se reuniram para uma audiência sobre políticas de transição energética.

No encontro, que não teve transmissão, Silveira teria apontado a posição brasileira de promover uma transição energética “justa, inclusiva e centrada nas pessoas”. Os termos citados por Silveira em um post nas redes sociais também aparecem no documento assinado por ele e entregue ao papa. A carta elenca, ainda, uma série de ações realizadas pelo governo Lula (PT) relacionadas ao tema e apresenta os pilares de discussões que serão levadas pelo Brasil à COP30 e ao G20.

“O Brasil é um país abençoado por Deus, e temos muitas dádivas naturais que nos colocam em posição de destaque nessa agenda da transição energética. Temos trabalhado com afinco para implementar um conjunto de políticas públicas, com visão de longo prazo, que buscam utilizar os nossos recursos hídricos, o nosso vento e o nosso sol, que tanto castigou nossa gente em regiões pobres do nosso país e tantos outros que agora são recursos energéticos importantes da nossa matriz energética, e também nossos recursos minerais de forma sustentável e responsável, evitando cometer alguns dolorosos equívocos que nossa história recente infelizmente registrou”, diz um trecho da carta brasileira ao Pontífice.

“O Brasil defende que a transição energética não deve ser vista apenas como um processo de substituição tecnológica. Precisamos garantir que a transição energética seja um novo modelo de desenvolvimento ambiental, econômico, social e inclusivo, portanto, sem efetivamente deixar ninguém para trás”, cita Silveira em outro trecho.

Segundo o ministro, o Papa teria demonstrado ‘alegria’ ao tratar do programa Luz para Todos, retomado neste terceiro mandato de Lula.

“Ele ressaltou mais de uma vez a alegria de receber a notícia do maior programa de inclusão na energia de todos os tempos: o Luz para Todos. Ele disse que os governos devem pensar assim, num estado necessário, um estado que possa socorrer efetivamente as pessoas que mais necessitam, fazendo com que a gente construa uma sociedade melhor”, disse Silveira em vídeo publicado pouco após o encontro.

O ‘resumo’ da reunião com o Papa também foi repetido por Silveira em uma entrevista à rádio do Vaticano. Aos jornalistas, o ministro brasileiro afirmou que o Santo Padre ‘elogiou com muita veemência’ o Luz para Todos.

Silveira também entregou ao Santo Padre uma carta escrita pelo presidente Lula. O conteúdo deste documento, no entanto, não foi especificado. Um outro presente, da primeira-dama Rosangela Silva, a Janja, também foi levado a Francisco. Trata-se, segundo disse Silveira, de uma camiseta do movimento Aliança Global contra a Fome e a Pobreza.

Um café brasileiro, uma camiseta do Atlético Mineiro e uma escultura do Aleijadinho, todos do estado de origem de Silveira, completam a lista de itens de presente do Brasil ao Papa.

A delegação que teve audiência com o Papa ainda era formada pelo embaixador do Brasil junto à Santa Sé, Everton Vieira Vargas, e pelo ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, líder do PSD, partido de Silveira.

Leia a íntegra da carta do Ministério de Minas e Energia ao Papa:

Carta-MME-papa-Francisco-3mai2024





Fonte: Carta Capital

administrator

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *