Participara da edição 2ª da pesquisa ” Maturidade BIM no Brasil “-Desafio

Participara da edição 2ª da pesquisa ” Maturidade BIM no Brasil “-Desafio

temas para dds uso de maquinários

Qual o nível de maturidade do BIM atual na indústria da construção civil no Brasil? Empresas de segmentos diversos no ramo da construção civil podem ajudar a responder a essa pergunta.

Frutos de uma parceria entre a Sienge, a auditoria Grant Thornton e a Agência Brasileira para o Desenvolvimento Industrial (ABDI), a pesquisa Maturidade BIM no Brasil chega à segunda edição, buscando mapear a adoção e o impacto da ferramenta no setor.

A pesquisa tem como objetivo entender o cenário de transformação digital e modernização da construção civil no país. As informações obtidas irão contribuir para a realização de um diagnóstico sobre o avanço das construtoras brasileiras na jornada pela digitalização.

A pesquisa estará disponível até 17 de junho e o tempo estimado para responder é de apenas cinco minutos. As construtoras que responderão o questionário terão acesso ao relatório final com exclusividade e ainda receberão uma avaliação individual em seu planalto de maturidade BIM. Clique aqui e participo agora mesmo!

Protagonista da transformação

Carro-chefe da transformação digital no setor, o BIM (Building Information Modeling) -ou Modelagem de Informações de Construção-é uma metodologia que une diversas ferramentas e tecnologias para geração e gerenciamento de modelos digitais tridimensionais das propriedades físicas e funcionais de obras e projetos. 

Essa metodologia beneficia o setor de construção civil brasileiro com ganhos de produtividade, redução de desperdícios, otimização de desempenho e controle das obras e do funcionamento dos edifícios. 

Mudando de cenário

A primeira edição da pesquisa Maturidade BIM no Brasil foi realizada em 2020. De lá para cá, a metodologia tornou-se ainda mais importante para os negócios. Com o decreto nº 9,983 / to 2019, que entrou em vigor no início de 2021, o BIM tornou-se obrigatório em obras públicas. 

O BIM é também um dos pilares do Projeto Concerto Brasil, lançado em abril de 2020 pelo Ministério da Economia. A proposta é melhorar o ambiente de negócios no setor da construção civil como foco na desburocratização, industrialização e digitalização do setor.

Um dos objetivos da pesquisa Maturidade BIM no Brasil é avaliar o avanço da adoção da metodologia após dois anos de difusão tecnológica e aumentos nos incentivos para a sua utilização.

A maturidade do BIM

Para Bilal Succar, uma das maiores autoridades no uso de BIM no mundo, o vencimento diz respeito a uma adoção assertiva e eficiente da metodologia. De acordo com ele, o conceito tem a ver com “qualidade, repetibilidade e grau de excelência em uma Capacidade BIM, ou seja, a habilidade no desempenho de um emprego ou na entrega de um serviço / produto BIM”.

A compreensão do nível de maturidade do BIM pode ajudar as empresas do ramo na compreensão do estágio em que estão na transformação digital. Em um mercado cada vez mais competitivo e com crescimento acelerado, é muito importante não ficar para trás.

Descobertas da primeira pesquisa BIM Maturidade no Brasil

De acordo com a primeira pesquisa, realizada em 2020, 70% das empresas do setor pretendiam adotar o BIM em até dois anos. Entre as empresas que já adotaram a metodologia na época, mais da metade (55,5%) eram de empresas jovens, com menos de dez anos de atuação no mercado. 

A adoção do BIM também varia conforme a área de atuação da empresa. Levando em consideração os entrevistados da pesquisa, os seguintes segmentos têm adoção significativa da metodologia BIM:

  • escritórios do projeto
  • Indústria de materiais, componentes e sistemas construtivos
  • Loteadoras

Maiores gargalos

O mapeamento questionou 396 empresas e profissionais autônomos sobre suas razões para ainda adotar a metodologia BIM. As cinco respostas mais frequentes foram:

  • Barreiras Financeiras, quanto aos softwares e equipamentos necessários (195)
  • Barreiras organizacionais, não temos estrutura de colaboradores grande o suficiente para adotar metodologia BIM (140)
  • Barreiras Financeiras, quanto aos treinamentos necessários (123)
  • barreiras de mercado, não encontramos projetores de apt ou com um custo viável para adoção da metodologia BIM (114)
  • Não encontramos nenhum suporte ou orientação para o processo de implantação da metodologia BIM (75)

Quem realizou o Pesquisa BIM de maturidade no Brasil

  • Sienge: principal plataforma de especialistas em gestão para a indústria da construção. Com outros 30 anos de mercado e mais de 4,5 clientes, a Sienge oferece uma gama robusta de soluções em seu ecossistema tecnológico para todas as etapas do ciclo de incorporação, com atuação focada na promoção da transformação digital do setor.
  • Grant Thornton: uma das maiores empresas globais de auditoria, consultoria e tributária. Com uma forma customizada de trabalho, auxilia as empresas dinâmicas a alcançarem seus potenciais de crescimento de forma sustentável, gerando a melhor proposição de valor para o negócio por meio de recomendações significativas, voltadas para o futuro.
  • Agência Brasil de Desenvolvimento Industrial (ABDI): formula e executa ações que contribuem para o desenvolvimento do setor produtivo nacional. Sua missão é estimular a transformação digital dos negócios, com visões para o aumento da produtividade, da competitividade e da lucratividade. A ABDI também incentiva a realização de testes com novos modelos de negócios e uso de tecnologias em cidades inteligentes. A Agência é indutiva da cultura da digitalização na economia nacional, gera inteligência competitiva e é responsável pela articulação entre agentes públicos e privados, sempre com foco no desenvolvimento econômico e social do país.

Vamos juntos identificar o cenário atual dessa verdadeira transformação digital no setor. Participara agora: resposta 2ª edição da pesquisa Maturidade BIM no Brasil!

Construção Civil