Grandes Obras

Risco de hipotermia: queda de temperatura no RS preocupa equipes de resgate

Risco de hipotermia: queda de temperatura no RS preocupa equipes de resgate


O Comando Militar do Sul (CMS) informou que a previsão meteorológica é de uma janela de bom tempo em maior parte do Estado entre este domingo (5) e a próxima terça-feira (7), o que é considerado uma “boa notícia”.

Segundo militares em entrevista coletiva em Porto Alegre, deve haver chuvas nesta segunda, 6, no extremo sul do Rio Grande do Sul.

O que preocupa o CMS, no entanto, é a previsão de queda de temperatura no Estado na quarta-feira (8), o que pode agravar situações de hipotermia entre pessoas que necessitam de resgate.

Segundo as autoridades, as atenções estão voltadas principalmente para o resgate e para a distribuição de alimentos.

“Nosso foco agora passa a ser a distribuição de alimentos e donativos”, disse o comandante militar do Sul, general Hertz Pires do Nascimento, designado representante do Ministério da Defesa no estado.

Segundo o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), 70% da capital gaúcha está sem água. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), classificou a situação como “cenário de guerra”.

A entrevista coletiva ocorreu com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministros de governo e representantes do Congresso e do Judiciário.

Seis barragens seguem em situação de emergência

Rio Grande do Sul tem seis barragens em situação de emergência isto é, com risco de rompimento e ações de resposta em andamento, de acordo com informações do governo estadual. Os dados são deste domingo (5).

O nível de emergência foi registrado nas seguintes estruturas: Barragem de São Miguel, em Bento Gonçalves; Barragem SDR, em Eldorado do Sul; Barragem Saturnino de Brito, em São Martinho da Serra; Barragem do Arroio Barracão, em Bento Gonçalves; UHE 14 de Julho, em Cotiporã e Bento Gonçalves; PPCH Salto Forqueta, em São José do Herval/Putinga.

O governo monitora a situação das estruturas por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Operador Nacional do Sistema (ONS).

(Com informações da CNN)



Fonte: CNN Brasil

administrator

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *