SSMA: O que é o Programa Saúde, Segurança e Meio Ambiente? -Sienge

SSMA: O que é o Programa Saúde, Segurança e Meio Ambiente? -Sienge

imagem10-01-2023-04-01-19A adoção de políticas formais de Saúde, Segurança e Meio Ambiente é um passo fundamental para as empresas que buscam investir na ESG

Nos últimos anos, muitas construtoras vêm investindo na melhoria dos programas de SSMA, que engloba três setores-chave dessas empresas: Saúde, Segurança e Meio Ambiente. O assunto ganha importância à medida que os regulamentos da indústria da construção civil evoluem e se tornam mais complexos.

Construtores têm o dever legal de gerir a saúde e a segurança de seus trabalhadores, bem como adotar ações para reduzir o impacto ambiental de suas atividades. Além disso, é um passo fundamental para as empresas que buscam investir na ESG, ou seja, na adoção de boas práticas ambientais, sociais e de governança.

Neste artigo, reunimos algumas informações que poderão auxiliar sua empresa na organização e implementação de políticas de SSMA estruturadas.

Vale lembrar que este trabalho é bastante complexo e envolve contribuições de toda a empresa, não apenas um pequeno grupo de especialistas. As diretrizes encontradas abaixo são genéricas, mas podem ser adaptadas a construtoras de portos diversos e que atuam nas mais diferentes realidades locais.

O que é SSMA? O que significa HSE?

Primeiro, vamos lembrar que SSMA é um acrônimo em português que significa Saúde, Segurança e Meio Ambiente. Em alguns casos, talvez você encontre textos que referência sua versão em inglês. Mas não se engane, é a mesma coisa! O acrônimo HSE significa Saúde, Segurança e Meio Ambiente. 

Observe que esta sigla contempla três grandes preocupações das empresas brasileiras de construção civil. Sabemos que a construção civil é uma das mais perigosas para se chegar ao trabalho, e qualquer descuido com o tema no dia a dia do canteiro pode trazer prejuízos a todos os envolvidos. Os trabalhadores, principalmente, devido ao risco de vida ou à sua integridade física. Mas também investidores, construtores e clientes, devido a riscos financeiros e / ou de imagem.

Não menos importantes são os impactos ambientais do setor da construção civil, que são constantemente contemplados em discussões legislativas nas esferas municipal, estadual e federal. Neste caso, os cuidados com as atividades das construtoras extrapolam o âmbito privado e passam a se tornar de interesse público.

Assim sendo, a priorização dos programas SSMA é de grande importância para criar um ambiente seguro nos canteiros de obras, bem como para minimizar o impacto negativo a longo prazo dos empreendimentos sobre a saúde humana e o ambiente.

O que é um Sistema de Gerenciamento de SSMA?

Um Sistema de Gerenciamento de SSMA é um conjunto de processos e procedimentos que ajudam as empresas de construção a gerenciar riscos de saúde, segurança e ambiente. 

Com um abrangente Sistema de Gerenciamento de SSMA, as empresas podem minimizar a ocorrência de acidentes e lesões de seus trabalhadores e garantir a conformidade com os regulamentos de saúde e segurança. Os principais componentes de um Sistema de Gerenciamento de SSMA incluem:

Identificação de perigos e avaliação de riscos

As empresas de construção devem identificar os perigos potenciais em seus locais de trabalho e avaliar os riscos associados a esses perigos.

Medidas de controle

Uma vez identificados perigos potenciais são identificados, as construtoras devem implementar medidas de controle para mitigar os riscos associados a estes perigos. As medidas de controle comuns incluem protocolos de descarte de resíduos, sistemas de sinalização de canter, treinamentos no âmbito da Cipa (Comissão de Prevenção de Acidentes Internos) e a disponibilização de equipamentos de proteção individual e coletivos em bom estado de conservação.

Monitoramento e Reviews

Construtores devem monitorar regularmente a aplicação de suas políticas de SSMA para garantir efetividade no controle de riscos. Eles também devem revisar periodicamente seus sistemas de gestão para identificar eventuais lacunas ou melhorias necessárias.

Por que o gerenciamento de SSMA é importante?

O sistema de gerenciamento de SSMA é importante para promover visibilidade e transparência diante dos stakeholders e melhorar o atendimento da empresa diante das mudanças de condições externas, como a entrada em vigor de novos regulamentos setoriais.

O acompanhamento de indicadores específicos-os Indicadores de Perfomance de Chave (KPIs)-da área também ajudarão a empresa a entender seu progresso, e determinar o que deve ser priorizado para melhorar seu desempenho geral. Por fim, considerando os riscos ambientais e de segurança envolvidos nas atividades de construção civil, o sistema de gestão SSMA certamente contribuirá para salvar vidas e evitar possíveis processos. 

De forma resumida, portanto, um programa bem estruturado ajuda as construtoras a:

  • Melhorar o desempenho em segurança e saúde;
  • Prevenir lesões, doenças e fatalidades;
  • Comresponder com regulamentos e regulamentos ambientais e trabalhistas;
  • Identificar riscos e riscos de controle;
  • Para melhorar continuamente as políticas SSMA.

Como criar um Sistema de Gerenciamento de SSMA?

A implantação de um sistema de gerenciamento de qualquer natureza não é tarefa fácil. Mas neste artigo você vai encontrar os principais tópicos que norteia esse tipo de trabalho.

Designe um responsável

A pessoa deve ter experiência e qualificação para liderar o projeto, com extenso conhecimento sobre saúde, segurança no trabalho e políticas ambientais. Considere a contratação de uma consultoria especializada, com expertise de outros projetos semelhantes.

Criar um comitê de especialistas

Então o profissional ou a empresa se comprometerá a formar um comitê composto por gestores de cada uma das áreas, bem como por representantes dos trabalhadores. Quanto mais diversificado o grupo, melhores serão as contribuições para as obras.

Faça um diagnóstico da empresa

Esta equipe fará um diagnóstico geral da construtora, com a avaliação dos riscos envolvidos em suas atividades, bem como de seus pontos fortes e pontos que precisam de melhoria.

Veja os trabalhadores

A pesquisa deve necessariamente ouvir os funcionários que estão na linha de frente das operações. Eles sabem, melhor do que ninguém, os detalhes e os riscos no dia a dia dos canteiros de obras.

Estudar as leis e regulamentos

Fazer um amplo levantamento dos regulamentos atuais aplicáveis nos setores de saúde e segurança no trabalho, bem como as legislações federal, estadual e municipal de suas áreas de atuação.

Formular as políticas de SSMA

Com base nas informações coletadas nas etapas anteriores, é hora de criar as diretrizes SSMA do construtor. Defina, também, os indicadores que refletirão as prioridades dessas diretrizes.

Trair as equipes e monitorar

Com as políticas estabelecidas, o próximo passo é comunicá-las a todos os departamentos envolvidos e criar mecanismos de controle e monitoramento. Aqui, serão feitos registros que alimentarão os indicadores e contribuirão para a melhoria contínua dos processos.

Considerações sobre saúde e segurança no trabalho

Processos bem estruturados são fundamentais para o sucesso de uma política de saúde e segurança do trabalho em qualquer construtora. Vários detalhes devem ser observados para que a empresa crie e mantenha um ambiente de trabalho seguro em suas obras.

O primeiro passo é garantir que todos os trabalhadores estejam devidamente treinados em procedimentos de saúde e segurança. Todos devem estar cientes dos perigos potenciais associados ao seu trabalho e saber como se deve causar a ocorrência de acidentes.

Além disso, as empresas devem ter políticas e procedimentos claros em relação à saúde e à segurança. Estes devem ser regularmente revisados e atualizados conforme necessário para garantir que eles permaneça efetivados.

Ele também é importante para realizar avaliações de risco regulares das suas obras de construção e atividades de trabalho. Isso irá ajudá-lo a identificar quaisquer perigos potenciais para que eles possam ser resolvidos antes que um acidente ocorra.

Finalmente, você precisa ter um sistema eficaz para relatar acidentes e incidentes. Isso irá ajudá-lo a investigar as causas dessas ocorrências para que ações corretivas sejam adotadas para que elas não aconteam novamente no futuro.

Considerações sobre as políticas ambientais

O braço de Meio Ambiente do Sistema de Gerenciamento de SSMA envolve a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) para garantir a conformidade das atividades do construtora com as regulamentações ambientais. Um SGA bem elaborado também pode ajudar as empresas de construção a maximizar os resultados para seus acionistas, prevenindo a poluição e promovendo práticas sustentáveis.

Há muitos fatores a serem considerados ao configurar o SGA para uma construtora. Aqui estão algumas considerações importantes:

  • Quais regulamentos e normas ambientais se aplicam à sua empresa e projetos? Saber quais regulamentos e normas se aplicam à sua empresa irá ajudá-lo a determinar o que precisa ser incluído em seu SGA.
  • Quais são os potenciais impactos ambientais das atividades de sua empresa? Entender os potenciais impactos das atividades de sua empresa irá ajudá-lo a desenvolver estratégias para mitigar ou prevenir esses impactos.
  • Quais recursos sua empresa tem disponível para implementar um SGA? Certitenha-se de ter os recursos financeiros, humanos e técnicos disponíveis para implementar com sucesso um SGA.
  • Quais requisitos de comunicação e treinamento são necessários para implementar um SGA? Garantir que todos os funcionários entendam o SGA e saiba como comunicar adequadamente seus procedimentos é essencial para o seu sucesso.
  • A implantação de um SGA pode tomar como parâmetro os padrões estabelecidos na série de padrões ISO 14000, editada pela ISO (International Organization for Standardization).

    A mudança de cultura no construtor

    Quando se trata de mudança de cultura em uma organização, mudança de condução pode ser difícil. É importante primeiro avaliar como está a cultura atual e até que ponto você gostaria de tomá-la. Depois, você precisa elaborar um plano de como chegar lá. Aqui estão algumas dicas de como conduzir a mudança de cultura em sua organização:

    Composite a visão

    É importante que todos na organização estejam cientes da direção que deseja levar a empresa. Certificar-se de que todos estão de acordo com a visão ajudará a fazer o smoother de transição.

    Seja o exemplo

    Como um líder, é importante que você lidere por exemplo. Se você não está vivendo e respirando abaixo os valores que deseja instilar na empresa, será difícil conseguir que outros o façam.

    Seja paciente

    A mudança leva tempo, então não espere que tudo aconteça durante a noite. Seja paciente e continue trabalhando em direção aos seus objetivos até alcançá-los. Mudanças dessa magnitude podem levar anos até serem totalmente absorvidas pelos colaboradores.

    Dicas para implantar o SSMA em sua construtora

    Além de ajudar o construtor a atender a legislação atual, um sistema de gestão eficaz também melhorará a comunicação e a colaboração dentro da empresa. Com políticas, processos e regras claras e concisas, a construtora evitará acidentes trabalhistas e ambientais, além de economizar tempo e dinheiro.

    Para isso, lembre-se de que:

  • A saúde e a segurança devem ser de todos responsabilidade. Certitenha-se de que todos os funcionários estejam cientes de seu papel na promoção de um ambiente de trabalho seguro e ambientalmente correto.
  • Incentivar a comunicação aberta. Estabeleça um processo para que os funcionários denunciem quaisquer perigos ou incidentes, para que possam ser imediatamente abordados.
  • Faça regularmente a revisão de seus procedimentos do SSMA para garantir que eles estejam atualizados e eficazes. Isso pode incluir a realização de avaliações de risco, assim como auditorias regulares de suas instalações de trabalho.
  • Faça uso da tecnologia para ajudá-lo a gerenciar seus dados de forma eficaz. Há muitos aplicativos e softwares disponíveis que podem ajudá-lo a permanecer em conformidade com a legislação.
  • Conclusão

    As políticas do SSMA-ou do HSE, em sua versão em inglês-visam estabelecer diretrizes dentro de um construtor para garantir que suas atividades atendam aos requisitos da legislação atual no País nas áreas de Saúde e Segurança do Meio Ambiente e Saúde. Vale lembrar que essas são três áreas bastante delicadas na indústria da construção civil, conhecidas pelos riscos de acidentes trabalhistas e ambientais.

    Com políticas, diretrizes e processos bem documentados, disseminados e praticados por todas as áreas da empresa, as ocorrências indesejadas são evitadas, o que pode causar danos à vida dos trabalhadores, à natureza ou ao patrimônio das diferentes partes interessadas.

    O trabalho de implantação de uma política do SSMA materializa-se na produção de um documento base, que dará origem à padronização de processos em toda a empresa. Com essa política, também é possível desenvolver um sistema de gestão com mecanismos de controle e acompanhamento, como protocolos e indicadores, que permitam colocar em prática a filosofia de melhoria contínua da empresa.

    A partir desse documento-base, outros documentos e regras, aplicáveis tanto à organização como a um todo, poderão ser elaborados, e para projetos e empreendimentos específicos.

    A implantação de sistemas de gestão de saúde, Segurança e Ambiente também coloca a construtora em um novo nível de qualidade de processos, permitindo atender aos requisitos de qualidade mais rigorosos de seus clientes-agregando valor aos seus produtos e serviços.

    Construção Civil